Eventos off-road: o que está por vir em 2019?

Eventos off-road: o que está por vir em 2019?

Por: André Ramos
Fotos: Divulgação

Fazer um free ride com os amigos é muito bom. Afinal, são nesses momentos de descontração que surgem grandes histórias, muitas risadas e experiências incríveis.

Competir também é um grande barato: a adrenalina, o clima e todas aquelas equipes reunidas por um único propósito fazem o coração bater mais forte.

Então, se você é apaixonado pela trilha e pelo esporte, hoje é dia de ficar por dentro de todos os eventos  off-road que ainda estão para acontecer no Brasil e no mundo.

Quem sabe um desses acontece na sua região e você se empolga para participar ou fazer uma pequena viagem para acompanhar? Quer motivo melhor? Então, bora lá!

Rally dos Sertões

Rally dos Sertões, competidor em uma moto com um helicóptero de fundo.

Uma das provas mais emblemáticas do Brasil e também do mundo, o Rally dos Sertões comemora em 2019 a realização de sua 27a edição, com um roteiro que promete ser um dos mais desafiadores de todos os tempos. 

A prova larga no próximo dia 25/8 e termina em 1o/9, tendo pela frente 8 etapas. Entre essas, uma perna maratona bem no meio do Jalapão, que irá deixar pilotos e navegadores por 36 horas sem a assistência de suas equipes. 

No total, serão 4.857 km, dos quais, 2.832 km de trechos cronometrados, entre as cidades de Campo Grande (MS) e Aquiraz (CE).

Outro detalhe que aponta o vigor do Sertões está no número de inscritos. Divulgados há pouco pela organização, eles apontam um recorde de inscrições: serão 302 competidores, divididos em 187 veículos (60 carros, 66 motos, 6 quadriciclos e 55 UTVs). 

Também haverá uma maior preocupação em fomentar além do lado esportivo, as ações turísticas e sociais da prova. 

O Saúde e Alegria no Sertões (S.A.S), que leva assistência médica, odontológica e material às populações carentes das cidades por onde a prova passa, promete dobrar sua capacidade de atendimento.

Além disso, também planeja oferecer uma estrutura de apoio para que os turistas acompanhem não só a prova, mas também toda a beleza do roteiro por onde passarão.

Rally dos Sertões

  • 25/8 a 1/9
  • Largada: Campo Grande (MS)
  • Chegada: Aquiraz (CE)

Rally Dakar

Rally Dakar, quatro motoqueiros competindo no deserto.

Depois de dez edições consecutivas de eventos off-road na América do Sul, o Rally Dakar diz adeus ao nosso continente em 2020 para ser realizado na Arábia Saudita. 

A prova começa no dia 5 de janeiro em Jeddah e terminará no dia 17. São 12 etapas e 9 mil quilômetros depois, os participantes chegam na cidade de Al-Qiddiya.

Na América do Sul ou na Arábia Saudita, não importa. Dakar é Dakar e promete emoções para todos os fãs mundo afora.

Rally Dakar 2020

  • 5 a 17 de janeiro
  • Jeddah a Al-Qiddiya
  • Arábia Saudita

Enduro da Independência

Enduro da Independência, motoqueiro sobre uma roda em um trilho.

Quem já passou dos 40 talvez lembre-se de ter lido em alguma revista especializada ou mesmo assistido na TV (sim, antigamente vez ou outra o motociclismo esportivo ainda tinha espaço na grande mídia) as famosas largadas do Enduro da Independência

Sua primeira edição aconteceu em 1983 e surgiu com o objetivo de refazer o roteiro percorrido por Dom Pedro I em sua última viagem do Rio de Janeiro a Vila Rica (Ouro Preto), que mais tarde ficaria conhecido como o Caminho Novo da Estrada Real. 

Mapa ilustrativo Enduro da Independência com datas.

A prova celebra em 2019 sua 37a edição. Nesse campeonato serão 4 dias de muitos desafios aos pilotos: a largada será em Ubatuba (SP), no dia 4/9, com destino a Itajubá. 

No dia seguinte, os pilotos seguem a trilha para Caxambu, onde a prova fará um laço no terceiro dia, para que os pilotos retornem à Caxambu no dia 6/9.  

Ela termina no dia 7/9, quando é celebrada a Independência do Brasil. A chegada acontece em Lavras e concretiza uma grande aventura entre o litoral norte paulista e as famosas montanhas mineiras.

Enduro da Independência

  • 4/9 e 7/9
  • Largada: Ubatuba (SP)
  • Chegada: Lavras (MG)

Hard Enduro

Hard Enduro, motoqueiro no ar em competição

O hard enduro começou a ganhar fama mundial como campeonato off-road a partir da segunda metade dos anos 2000 e sua imagem catapultou de vez quando provas como o Red Bull Romaniacs, o Erzberg Rodeo e o Porto Lagares mostravam os melhores do mundo enfrentando dificuldades com suas motocas.

Aqui no Brasil a modalidade passou a ter suas primeiras provas há cerca de 5 anos. Hoje existem três principais campeonatos: o Brasileiro, o Vita Racing Hard Enduro, o Mineiro e também a HEBS, a Hard Enduro Brasil Series.

Pelo Brasileiro, a 4a etapa da competição está marcada para acontecer nos dias 31 de agosto e 1 de setembro, na charmosa e fria Urubici (SC).

Já pela HEBS, a 5a etapa vai acontecer nos dias 14 e 15 de setembro. Batizada de Night Track, a prova que recebe este nome por ser realizada à noite, nas trilhas de Morungaba, no interior paulista.

No sábado haverá um prólogo no centro da cidade, que vai colocar os pilotos para enfrentar uma pista de obstáculos artificiais. Sem dúvida, é diversão garantida para o público!

Já no domingo, os pilotos enfrentam 65km de muita dificuldade e desafios durante o evento.

Pelo Campeonato Mineiro, a próxima prova está agendada para os dias 21 e 22 de setembro, em Uberlândia.

O Hard se diferencia de alguns outros eventos off-road por terem trechos onde o público consegue acompanhar de perto algumas trilhas e, em algumas vezes, até ajudar os pilotos em alguns enroscos.

Brasileiro de Hard Enduro

  • 31/8 a 1/9
  • Urubici (SC)

HEBS – Night Track

  • 14 e 15 de setembro
  • Morungaba (SP)

MIneiro de Hard Enduro

  • 21 e 22 de setembro
  • Uberlândia (MG)

Roof of Africa

Roof of Africa, motoqueiro sobre uma roda na montanha

A Roof of Africa nasceu em 1967 quando o engenheiro de estradas Bob Phillips, que morava em Lesoto (África do Sul), procurou o Automóvel Clube de Johanesburgo e propôs criar uma prova através da estrada mais casca grossa que ele tinha conhecido: a que ele acabara de construir.

Curiosamente, ela surgiu como uma prova estilo rally de velocidade, reunindo carros e motos. No entanto, em 2000, a organização decidiu deixá-la mais difícil para motos, retirando a participação de carros do evento.

Após um hiato de três anos, os carros voltaram nas edições de 2004 a 2006 e, desde então, estiveram ausentes. Esse ano, no entanto, participarão em um roteiro específico.

Há alguns anos, Graham Jarvis e Wade Young vêm dominando a prova, alternando-se nas vitórias. 

Quem você acha que vai chegar primeiro ao Telhado da África este ano? The Old Wolf, ou o local Young?

Roof Of Africa

  • 4 a 7 de dezembro
  • Lesoto – Maseru

Motocross

Grupo de competidores de Motocross

Sem dúvidas, acompanhar uma prova de motocross de alto nível é uma experiência emocionante. Assistir a largada com até 40 motos, que saem ao mesmo tempo, e vão afunilando a partir da primeira curva é de arrepiar!

Depois de um período de retração, o Campeonato Brasileiro de Motocross começa a recuperar o seu fôlego. Essa retomada aconteceu graças ao apoio de grandes marcas como Honda e Yamaha, que contam com equipes oficiais formadas por excelentes pilotos e que, consequentemente, propiciam disputas acirradas em todas as etapas. 

Além disso, eles também acabam atraindo outros pilotos e dessa forma, aumentando os gates e gerando disputas em diversas posições.

O mês de setembro vai ser agitado para o Brasileiro, afinal, nos dias 7 e 8 acontecerá a 6a etapa, em Paulínia (SP) e já no final de semana seguinte, dias 14 e 15, rola a 7a, em Jarinu, também, no interior paulista.

O quê? Você não poderá assistir às provas da arquibancada? Esquenta não! Para ficar ligado em tudo que rola dentro da pista, basta você acessar o YouTube de onde estiver e clicar aqui para assistir a tudo, ao vivo e em cores!

Motocross das Nações

Motocross das Nações, platéia de evento dos Estados Unidos

O Motocross das Nações é considerada a olimpíada do motocross e acontece todos os anos desde 1947, ou seja: como não tinha mais guerra para lutar, os caras pegaram as motos e foram ver qual era o país mais fo#@ dentro da pista. 

Desde então a história vem sendo escrita ano após ano reunindo os melhores pilotos do mundo em uma grande competição por equipes: cada país tem direito a inscrever três pilotos para competir nas categorias MX2, MX1 e MX Open.

Cada ano a prova acontece em um país diferente. Em 2019 a Holanda será palco, com a prova acontecendo na mítica e arenosa pista de Assen, em 28 e 29 de setembro.

Será um grande desafio a todos, mas principalmente para os brasileiros Fábio Santos (MX1), Gustavo Pessoa (MX2) e Ramyller Alves (MX Open), uma vez que este tipo de piso é pouco presente nas pistas brasileiras.

Em 2018 a prova rolou em Red Bud (Michigan-EUA) mas foi a França quem fez a festa no alto do pódio. Se você quiser entender um pouco sobre o que é o MXoN, se liga neste vídeo: 

Fica ligado aí e torça para os meninos, pois eles vão precisar! Se quiser acompanhar ao vivo as disputas,  clique aqui

Motocross das Nações

  • 28 e 29 de setembro
  • Assen – Holanda

Enduro FIM

Enduro FIM, competidor em uma montanha

Nos últimos anos, sob a gestão de Maurício Brandão à frente da diretoria de Enduro FIM da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), a modalidade vem experimentando um contínuo fortalecimento, com campeonatos compostos por provas bem organizadas que atraem um número cada vez maior de pilotos. 

Por sua vez, as fábricas e equipes patrocinadas por grandes empresas do segmento passaram a formar suas equipes oficiais, trazendo até mesmo nomes do cenário internacional.

Tudo isso coopera para que o Enduro FIM brasileiro seja cada vez mais atraente para marca e para o público.

Como diferencial, as provas atuais contam com prólogos (Super Primes) e testes que permitem ao público acompanhar as disputas.

Um dos estados onde a modalidade tem mais praticantes – e não por acaso – é Minas Gerais. O Campeonato Brasileiro terá sua grande final (13a e 14a etapas) realizada nos dias 14 e 15 de setembro, em Patrocínio. 

Esta etapa também será válida pelo Mineiro da modalidade e será a última oportunidade de ver ainda neste ano alguns nomes em ação. como:

  • Romain Dumontier (França);
  • Bruno Crivilin;
  • Gustavo Pellin;
  • Vinícius Calafati;
  • Cristian “Crispy” Arriegada (Argentina);
  • Patrick Capila;
  • Rômulo “Oncinha” Bottrel; 
  • Nielsen Bueno (lenda), entre outros.

Ainda no dia 24 de novembro, o Mineiro de Enduro FIM terá sua final em Carmópolis, fechando o calendário de 2019.

Brasileiro de Enduro FIM

  • 14 e 15 de setembro 
  • Patrocínio

Mineiro de Enduro FIM

  • 24 de novembro
  • Carmópolis

Demos prioridade para grandes eventos off-road, que possuem um impacto a nível nacional e internacional. Mas também existem diversos outros pequenos campeonatos, a nível regional, que merecem a sua atenção.

Gostou do que está acontecendo por aí e quer começar a praticar o off-road hoje mesmo?
Aprenda sobre as melhores práticas de segurança no esporte com nosso artigo Conheça os equipamentos básicos de segurança para quem quer praticar Off Road.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *