Coronavírus faz eventos de off road serem cancelados!

Coronavírus faz eventos de off road serem cancelados!

A pandemia provocada pelo coronavírus atingiu em cheio o planejamento e a realização de grandes eventos esportivos que ocorreriam em 2020! 

O mundo de competições do off-road infelizmente não conseguiu escapar das consequências que a doença provocou no planeta, obrigando países a fecharem fronteiras, aeroportos e até mesmo segurando cidadãos em casa para tentar controlar a disseminação do vírus.

Entre os grandes eventos do ano que foram adiados estão as Olimpíadas de Tóquio (adiada para 2021) e no mercado off road o ISDE (International Six Days Enduro) que ocorreria na Itália, mas foi reagendado para 2021 e irá ocorrer entre as datas de 30 de agosto e 4 de setembro.

Decisão semelhante de adiamento ou cancelamento ocorreu em outras modalidades do off road pelo mundo, com o objetivo de proteger público e competidores seguindo as orientações e obrigações sanitárias de distanciamento social. 

Nós fizemos uma pesquisa para mostrar como cada competição foi afetada pelo coronavírus e qual a perspectiva para a modalidade frente ao desafio de agenda e logística.

ISDE: A edição 95 que ocorreria na Itália foi adiada para 30 de agosto de 2021

Falando em nome do comitê organizador local Giorgio Bandoli, Valter Carbone e Edoardo Zucca emitiram uma declaração conjunta: “Devido à grave situação que ocorreu no território italiano e no mundo, há algum tempo, já tínhamos iniciado discussões com a FIM e a FMI para monitorar a pandemia de coronavírus enquanto ela estava evoluindo. Após as notícias recentes, a decisão compartilhada desse adiamento é absolutamente necessária e deve ser tomada também em relação às vítimas dessa tragédia. ”

“Será no próximo ano que, com a força e a energia que nos apoiam desde os primeiros dias deste projeto extraordinário, queremos organizar a 95ª edição do ISDE, na esperança de que seja capaz de contribuir positivamente para o retorno completo do projeto. Encontro entre pessoas de todo o mundo e oferecer uma energia renovada ao setor de turismo. Agradecemos à FIM e à FMI pelo forte apoio prestado neste momento muito difícil.”

WESS adia abertura e cancela provas do calendário

WESS adia abertura e cancela provas do calendário

O World Enduro Super Series teve sua prova de abertura Extreme Lagares, que começaria no dia 8 de maio, foi adiada para os dias 2 e 4 de outubro de 2020. 

No entanto, a agenda da temporada ficou extremamente comprometida com os desdobramentos do COVID-19. As etapas Trèfle Lozérien  (França), Erzberg Rodeo (Áustria) e  Red Bull Megawatt foram canceladas. Dúvidas pairam sobre a realização das outras etapas do calendário. Em comunicado Winfried Kerschhaggl, um dos diretores do WESS lamentou:

“Não importa o quão decepcionante seja essa decisão para todos os envolvidos no WESS Enduro World Championship e no Extreme XL Lagares, claramente o impacto que o Coronavírus está tendo no mundo é incrivelmente angustiante. Como tal, devemos dizer que fazer a coisa certa é tudo o que importa. Fazer a nossa parte para conter esse vírus é a coisa mais importante que podemos fazer. Como todo mundo, estamos constantemente monitorando a situação e buscando o máximo de aconselhamento profissional possível.”

Enduro GP: Provas de abertura adiadas e calendário suspenso

O calendário do Enduro GP adiou as duas provas de abertura que ocorreria em Portugal (17 a 19 de abril) e Espanha (24 a 26 de abril).  A Federação Internacional de Motociclismo (FIM) já havia adiado a prova da Estônia que ocorreria em julho, e cancelado o GP da Suécia. O adiamento das duas provas de abertura acabou provocando uma suspensão de todo calendário, deixando em aberto a data e a realização das etapas que ocorreriam no mês de junho na Itália (em junho) e Hungria.

GNCC perdeu apenas uma etapa do calendário e adotou protocolo sanitário

O GNCC (Grand National Cross Country) que ocorre nos Estados Unidos acabou cancelando uma etapa pelas complicações e desdobramentos provocados pela epidemia do coronavírus. O GNCC cancelou a corrida que ocorreria em Steele Creek, em Morgantown no estado da Carolina do Norte nos dias 4 e 5 de abril. O campeonato ganhou autorização das autoridades sanitárias para retomar as atividades e executar a quarta rodada no dia 16 de maio na cidade de Washington no Estado da Geórgia. No entanto, para o retorno, um protocolo de distanciamento foi exigido dos os atletas com limitações que incluíam:

  • suspendendo sessões de autógrafos;
  • suspendendo celebrações de pódium;
  • permitindo apenas um mecânico e um piloto na linha de largada;
  • impedindo que pilotos eventualmente deem carona/transporte em suas motos;
  • exigindo distanciamento de 2 metros entre competidores;
  • exigindo o uso obrigatório de máscaras quando não for possível estar a menos de 2 metros de outra pessoa.

Competições da AMA sofreram cancelamentos e adiamentos

As diversas modalidades sob responsabilidade da AMA ( American Motorcyclist Association) sofreram cancelamentos ou adiamentos em seu calendário. O AMA National Enduro, AMA National Hare And Round, AMA Sprint Enduro, AMA NPGC e o AMA Hard Enduro Series sofreram cancelamentos e readequação em seus calendários. A associação deu independência para os organizadores das etapas determinarem as possibilidades de execução das corridas, dentro dos desafios que a epidemia de coronavírus colocaram dentro de cada região dos Estados Unidos.

MX 2020: Etapas do calendário europeu sofreram abalo

MX 2020: Etapas do calendário europeu sofreram abalo

O Campeonato Mundial de Motocross não escapou dos problemas provocados pela pandemia. As etapas que ocorreriam na Itália, Espanha e Portugal foram adiadas e jogadas para o segundo semestre. A corrida na Argentina também sofreu alteração por conta do lockdown no país, e a prova na Patagônia acabou virando a última do calendário, encerrando a temporada 2020.

Campeonatos de Hard Enduro e Enduro Fim no Brasil também foram atingidos

Em março, por conta da pandemia provocada pelo COVID-19, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) anunciou a suspensão das provas no Brasil por um prazo inicial de 60 dias. Isso levou o HEBS (Hard Enduro Brasil Series) a adiar a primeira etapa do campeonato, o Barãomaniacs, que ocorreria dias 21 e 22 em Barão de Cocais-MG. 

O Enduro FIM anunciou o adiamento de sua segunda etapa, marcada para Nova Bréscia-RS no começo de abril e a prova seguindo do calendário, em Marzagão/GO, que ocorreria no fim de maio.

O coronavírus provocou uma drástica mudança no campeonato brasileiro de Motocross, que acabou levando a abertura do campeonato para o segundo semestre de 2020.Para acompanhar as novidades do esporte e conhecer mais sobre os atletas, confira nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *