Quais são as diferenças entre motocross e enduro?

Quais são as diferenças entre motocross e enduro?

Por volta de 1894, alguns ingleses aficionados por aventura, com motos bem precárias, resolveram em uma daquelas tediosas tardes chuvosas de domingo na Inglaterra, saírem pelos campos para enfrentarem a montanhas, que certamente estavam muito lisas e escorregadias. 

Mal sabiam eles que o tal passeio se tornaria o que hoje chamamos de enduro off road, e a partir daí criaria um leque de modalidades cujos principais ingredientes são a moto e a terra.

Ao longo dos anos, as motos para a prática do enduro off road foi se aperfeiçoando e ficando cada vez melhor. Junto com esse aperfeiçoamento nasceram novos nichos como Trial, Motocross, Rally e uma série de outras modalidades. 

E, para cada uma delas, motos específicas foram sendo criadas, bem como pilotos com habilidade para cada uma delas, que hoje passam de 10  variações de modalidades que podem ser praticadas usando o princípio do off road.

Entre as principais, e que agregam o maior número de praticantes, queremos destacar duas: entenda as diferenças entre motocross e enduro.

Motos

Enduro

No enduro, uma vez que a prática é feita em trilhas e algumas estradas vicinais, as motos precisam atender algumas regulamentações de trânsito, dependendo do país.

Assim, elas costumam sair de fábrica com faróis, luzes de freios e até setas, já que em locais como a Europa o uso nas ruas é totalmente permitido desde que atendam aos requisitos. 

Normalmente elas possuem motores mais suaves e a emissão de ruídos no escapamento são muito controladas. 

As suspensões dessas motos são de cursos menores e mais macias, para a utilização por um longo período.

Motocross

Feitas exclusivamente para usos em circuitos fechados, as motos de motocross não necessitam de equipamentos de sinalização, como faróis e lanternas, então são bem mais leves que as de enduro. 

O uso nas ruas é proibido, e caso você seja pego andando com uma nas ruas do Brasil, terá sérios problemas com a Lei. 

Com a prioridade na potência, as motos de cross possuem relações mais curtas, utilizando coroas maiores e pinhões menores, além de terem também escapamentos sem abafadores de ruídos ou supressores de faísca. 

Isso permite que toda a mistura na câmara de explosão seja expelida de forma mais rápida e com um som alto. Em competições, existem algumas regras de precisam ser atendidas para que os ruídos não atinjam níveis muito elevados.

Onde utilizar 

Onde utilizar

Enduro

Normalmente o Enduro é praticado em trilhas e estradas não pavimentadas. Em todo o território nacional há trilhas por onde é possível andar de moto e chegar a lugares muito legais. 

Normalmente, as trilhas têm uma distância que podem chegar a até 80 km, mas o ideal é que não passe disso.

Em geral, essas trilhas não recebem qualquer tipo de manutenção. Esse tipo de “serviço” fica por conta das motos que vão passando e, claro, da chuva que sempre deixa tudo mais difícil. 

Uma dica legal para quem faz o enduro é, periodicamente, mudar os traçados de uma trilha e deixar que o caminho antigo se regenere naturalmente com a vegetação local.

Motocross

Dizem que o motocross nasceu a partir de um grupo de pilotos que não tinham muita paciência de percorrer longas distâncias e preferiram ficar repetindo voltas num pequeno circuito. 

Para o motocross, o local ideal são os circuitos construídos utilizando curvas, saltos e ondulações. 

No início eram utilizados a topografia natural, mas com o decorrer dos anos, isso foi mudando e hoje as pistas são, em sua grande maioria, construídas artificialmente. 

Diferente do Enduro, onde não há manutenção nas pistas de motocross, o tratamento é constante com uso de tratores para gradear a terra e água para mantê-las sempre úmidas. 

Para os pilotos de motocross, quanto maior esse cuidado com a pista, maior o conforto e a diversão.

Competições 

Competições

Enduro

O enduro acabou recebendo algumas variantes no quesito competição. Aqui no Brasil, exclusivamente, acontece o Enduro de Regularidade, que consiste em fazer uma trilha, seguindo uma planilha e com um tempo para isso ser feito. 

Se chegar adiantado, o piloto perde um quantidade de pontos e, se chegar atrasado, outra quantidade de pontos. A diversão dessa modalidade é juntar num mesmo pacote a velocidade e a regularidade no tempo, missão bem difícil.

O Enduro FIM, que conta até com um campeonato mundial, é aquele que os pilotos percorrem um circuito mínimo de 50 km, e durante essa volta, irá encontrar trechos que terá um circuito menor fechado, onde o objetivo é fazer a volta no menor tempo possível. Esses circuitos são conhecidos por Enduro Teste, uma trilha natural; Cross Test, um circuito que mescla obstáculos naturais com artificiais; e Xtreme Test, normalmente construído com obstáculos artificiais e volumosos, que testa a habilidade e equilíbrio dos competidores. 

Normalmente as provas do Enduro FIM duram dois dias, e em cada um deles o piloto faz de duas a quatro voltas no circuito completo. Ao largar, cada competidor receber um cartão que sugere o tempo máximo que ele tem para fazer a volta, se exceder esse tempo, ele será penalizado. 

Motocross

No motocross, a competição é feita, como dito antes, num circuito fechado. Normalmente ela é contada por um tempo médio de 30 minutos acrescidos de mais uma ou duas voltas ao final do tempo. 

Os competidores largam a partir do “Gate” que é desarmado manualmente. Antes disso, é levantada as placas de 30’’ e 5” segundos e, a partir daí, essa grade pode cair a qualquer momento. Vence a competição quem mantiver a primeira colocação.

Em média 30 pilotos podem largar juntos, mas vai depender muito do tamanho da pista que, segundo a Federação Internacional de Motociclismo, deve ser de no mínimo 1500 metros de comprimento, com uma largura de oito metros entre as extremidades.

Existem sinalizações feitas aos pilotos através de bandeiras agitadas ao longo da pista:

  • a bandeira amarela sinaliza uma acidente à frente e a ultrapassagem é proibida; 
  • a verde diz que o circuito está liberado; 
  • a bandeira azul avisa que o piloto deve dar passagem ao líder;
  • a vermelha é para interromper temporariamente a corrida para um atendimento médico, que também pode ser sinalizado com uma bandeira branca com uma cruz vermelha no meio;
  • a temida bandeira preta sinaliza que o piloto está desclassificado por alguma conduta irregular;
  • a branca, indica que a corrida está nas duas voltas finais;
  • a quadriculada indica o final da corrida.

Equipamentos  

Tanto no enduro quanto no motocross, é precisa utilizar um equipamento de segurança que consiste basicamente e nos seguintes itens:

  • capacete, 
  • óculos, 
  • camisete, 
  • calças, 
  • meias, 
  • botas
  • luvas. 

Porém, no Enduro, onde o pilotos fica mais tempo sobre a moto. Alguns itens são acrescidos, como uma jaqueta; uma pochete com ferramentas, dinheiro e até mesmo um telefone celular e uma mochila de hidratação.

Esse último item é indispensável, afinal ao longo de um Enduro é preciso se hidratar e se alimentar.

Seja no enduro ou no motocross, é necessário lembrar que a segurança é muito importante, e por isso é fundamental se atentar às melhores práticas.

Para ter uma performance excelente em qualquer uma das modalidades, confira nosso artigo sobre a importância da postura correta no off road

Idário Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *