Entenda porquê Minas Gerais é o estado do off road e confira as melhores trilhas para fazer!

Entenda porquê Minas Gerais é o estado do off road e confira as melhores trilhas para fazer!

Dos 27 estados da União, nenhum deles conseguiu alcançar tanta fama no mundo off road quanto Minas Gerais. 

Minas Gerais é o único estado em que sua capital é um verdadeiro playground quando o assunto é trilha de moto; Tanto é que, conversando com os privilegiados mineiros de Belo Horizonte, ficamos sabendo que a maioria deles, ao sair de casa com sua moto, conseguem encontrar excelentes opções de trilhas em um raio de 100km.

Trilhas mineiras já ganharam destaque mundial

Algumas trilhas mineiras já ganharam notoriedade mundial, como a famosa Macacos, de onde praticamente começam todas as trilhas possíveis e imagináveis na região da capital mineira. 

É neste local que se encontra o famoso Bar do Marcinho, onde todos os finais de semana centenas de motociclistas se reúnem para começar ou terminar seus divertidos passeios. Alguns vão até lá apenas para almoçar e rever os amigos, e fazem isso com certa assiduidade. 

O local tem mais de 20 anos de história e já recebeu eventos importantes da modalidade. O bar também se confunde com a história da fundação do Trail Clube de Minas Gerais, entidade que desde de 1975 organiza eventos para trilheiros, entre eles o mais famoso: o Enduro da Independência, que acontece anualmente durante o feriado nacional de 07 de setembro. 

As montanhas mineiras

As montanhas que compõem boa parte o estado de Minas Gerais ainda reservam outros locais interessantes para se andar de moto e serem explorados. 

Não muito longe da capital, a cerca de 90 km, está a região da Serra do Cipó, que faz parte da Serra do Espinhaço. Nessa região também é possível encontrar diversos locais para a prática do off road

São diversas trilhas que sempre acabam passando ou encontrando cachoeiras fartas na região. Como se trata de uma região de reserva ambiental, é sempre importante tomar cuidado para não causar danos ao ecossistema local.

Região norte

Ao norte do estado, é possível acelerar na região de Montes Claros, Diamantina e Turmalina. 

Por lá encontra-se a Trilha do Urubu. Essa trilha tem início próximo à região de uma pedreira da cidade e uma antiga fazenda no sentido oeste da Serra do Mel. O local é recheado de muitas pedras, atreladas a um terreno bastante íngreme e um solo muito seco que faz bastante poeira. 

No período de chuva é quase impossível andar, já que se torna muito escorregadio, aumentando o grau de dificuldade. 

A recompensa para quem anda nessa trilha é o final, quando é possível deslumbrar o visual fantástico da cidade de Montes Claros, compensando todo esforço que foi feito para vencer os obstáculos. 

Região centro-oeste

Na região centro-oeste do estado, o destaque fica por conta da cidade de Formiga, que tem como destaque três trilhas muito interessantes. 

A primeira é a Subida do Sapo que, como o próprio nome diz, é íngreme. Está localizada  no município de Formiga, mas muito utilizada pelos trilheiros das cidades vizinhas como  Arcos, Santo Antônio do Monte e Pedra do Indaiá. 

A segunda é a do Morro do Ademar, com muitas pedras soltas e nível médio de dificuldade. 

A mais difícil é a Trilha Pé de Moleque. Ela tem esse nome por ter um piso que lembra justamente o doce Pé de Moleque, em que os caroços de amendoim ficam presos no melado. Embora o nome seja de doce, a dificuldade é grande! 

Essa trilha se destaca ainda por subidas e descidas íngremes e, durante boa parte do seu percurso, o motociclista margeia um muro de pedras, construído durante o período da escravidão.

Região sul

Região sul

Uma dos locais mais famosos e mais procurados por motociclistas é o Parque Nacional da Serra da Canastra, na região Sul do estado. 

Tratasse de uma área de 200 mil hectares, que foi transformada em parque em 1972. Sua principal atração é a nascente do famoso Rio São Francisco, no município de São Roque de Minas. No entanto, não é permitido chegar de moto nesse local, já que trata-se de uma região de preservação ambiental. 

No entanto, o local oferece outros locais magníficos como a trilha do Schmidt, que leva o sobrenome do sr. Wallace Schmidt, responsável pelo levantamento do trecho a ser percorrido. 

Por incrível que pareça, a trilha tem apenas 3 km de extensão, mas já levou muito pilotos à exaustão total devido às milhares de pedras espalhadas pela região. 

Existe ainda a Trilha do Rasga Saco, Buraco da Nega e a Trilha Comprida, com cerca de 20 km de adrenalina. 

O interessante é que o sr. Wallace é apaixonado pelo off road, e tem uma pousada temática e exclusiva para os trilheiros que vão visitar a região. 

A Pousada Alecrim é uma referência na cidade de São João Batista do Glória para quem deseja andar naquela região. 

Além de andar de moto, você pode ainda apreciar a culinária local, onde a grande estrela é o queijo Canastra, que passou a ser patrimônio nacional gastronômico e, claro, é servido na Pousada Alecrim.

Triângulo Mineiro

Para fechar as atrações das regiões mineiras, não podemos deixar de fora o famoso Triângulo Mineiro, que conta com diversas cidades com centenas de trilhas entre Uberaba, Uberlândia e Araguari.

Além dessas cidades famosas, temos outras menores, como Patrocínio, com locais espetaculares como a Trilhas do Hotel Serra Negra, que tem uma característica peculiar: ela fica na numa área que, segundo os geólogos, foi um vulcão extinto há milhares de anos, e isso deixou o local com um solo fértil, cheio de subidas e descidas com muita vegetação. 

O local já recebeu diversos eventos, como etapas do Brasileiro de Enduro FIM. Há ainda a Trilha do Boqueirão, que é um terreno de serra, com vegetação rasteira e que contorna o vale do Rio Santo Antônio e a Trilha do Cristo, que é muito técnica e requer uma habilidade maior de quem for andar. 

Em determinado trecho, não há como desistir, porque não é possível retornar ao início: uma vez dentro, o piloto terá que achar forças para ir até o final dela. 

É por essa série de lugares que relatamos acima que Minas Gerais é considerada uma “Meca” quando o assunto é fazer uma boa trilha. 

Escolha a data, a região e divirta-se a cada quilômetro de terra que encontrar pela frente. 

Todavia não se esqueça: cuide bem dos locais que você anda de moto. Não abandone resíduos pelo caminho; tenha cuidado com os rios por onde cruzar e preserve a natureza. Isso irá garantir que esses lugares continuem disponíveis e aptos para a prática do off road.Quer conhecer novos roteiros pelo país? Confira nosso artigo com 10 roteiros off road que você precisa fazer pelo Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *